Salto em Altura

11/06/2015 12:35

SALTO EM ALTURA

Fonte: http://www.atletx.com.br/atletismo/provas/salto-em-altura

 

O salto em altura começou a fazer parte das olimpíadas em 1896, nos jogos de Atenas. A prova masculina foi vencida por Ellery Clark, dos Estados Unidos. Em 1928, as mulheres começaram a participar em Amesterdan e a campeã foi Ethel Catherwood, do Canadá.

            O recorde mundial masculino é de Javier Sotomayor, que saltou 2,45m, em 1993 e o recorde feminino é da atleta Stefka Kostadinova, que saltou 2,09m, em 1987. Em 2008 Pequim, Andrey Silnoy conquistou a medalha de ouro, Germaine Mason a de prata e Yaroslav Rybakov a de bronze, na categoria masculina. Tia Hellebaut foi ouro, Blanka Vlasic prata e Anna Chicherova bronze, na categoria de salto em altura feminino. Em 2009, em Berlim, Yaroslay Rybakov e Blanka Vlasic foram os campeões da modalidade masculina de salto em altura e feminina, respectivamente.

            Para executar o salto em altura, o atleta corre em direção a uma barra horizontal que esta apoiada em dois suportes e salta, após o salto cai sobre uma caixa de espuma ou um colchão de ar que ampara a queda.

            Se o atleta derrubar a barra horizontal ou não conseguir passá-la nas três tentativas, ele é desclassificado. A altura da barra é determinada pela organização da prova e sobe pelo menos 2cm a cada salto bem sucedido do atleta. A pista em que o atleta corre, antes do salto, deve ter no mínimo 15m de comprimento.

            Alguns métodos são usados pelos atletas para saltar: salto de tesoura, salto cortado, rolamento californiano, variante de rolamento Californiano, rolamento ventral, variante de rolamento ventral e flop. Os atletas do salto em altura devem ter força de impulsão, sentido rítmico, capacidade de reação, flexibilidade, impulsão, dentre outras coisas para participarem das competições.

 

Fases do Salto em Altura

 

Fonte: http://atletisminterativo.weebly.com/salto-em-altura.html

 

O salto em altura é dividido por diversas fases:



CORRIDA DE APROXIMAÇÃO



A corrida de balanço é feita em forma de “J”, com uma primeira parte em reta (o atleta deve inclinar-se ligeiramente para frente para acelerar) e uma segunda parte em curva (o atleta deve inclinar-se para o lado de dentro da curva). A velocidade deve aumentar progressivamente durante a corrida até o atleta atingir uma velocidade ótima.



CHAMADA

Na chamada o atleta deve fazer um apoio rápido e ativo do pé no solo, num movimento de patada. Esse apoio deve ser feito na linha da trajetória da corrida. No final da chamada o tronco deve estar ereto, a perna de impulsão em extensão completa e a coxa da perna livre deve subir até à horizontal.



VÔO

Na primeira parte da fase de vôo (enquanto o atleta está subindo), a posição do final da chamada deve ser mantida e o braço do lado da perna livre é lançado para cima paralelamente ao sarrafo. Ao passar por cima do sarrafo o atleta deve arquear as costas e baixar as pernas e a cabeça, tentando ficar o mais descontraído possível.



QUEDA

A queda é feita sobre as costas e o seu principal objetivo é evitar lesões.